Porque é que a recuperação de árvores centenárias é uma estratégia eficaz para combater a crise climática?

Apadrinha Uma Oliveira

E se lhe dissessem que há uma alternativa à plantação de árvores face à crise climática? E se a plantação não fosse a única solução para o problema das nossas florestas? E se houvesse uma forma de absorver o CO2 mais rápida e eficazmente?

A resposta, claro, está nas árvores, neste caso, nas árvores abandonadas.


Só em Abrantes, existem 2.000 hectares de olival abandonado, o que equivale a 2.800 campos de futebol. Estas oliveiras estão a morrer porque ninguém cuida delas. Os olivais deixaram de ser cuidados devido do envelhecimento da população e dos habitantes das aldeias foram para a cidade em busca de oportunidades de emprego.

Quando a árvore morre, liberta de novo para a atmosfera todo o carbono que capturou durante o seu tempo de vida.
Para celebrar o Dia Mundial da Terra, queremos reivindicar a palavra Recuperar. Estamos a recuperar 2300 oliveiras abandonadas em Abrantes mas existem 2.000 hectares de olival abandonado. Não somos nós, mas os dados que nos apoiam. Recuperar estas árvores – e a vida no mundo rural onde habitam – é a forma mais eficaz de combater as alterações climáticas agora.

O abandono dos olivais tem um impacto negativo na paisagem e nos ecossistemas. Se as oliveiras abandonadas acabarem por secar e morrer, todo o carbono que capturaram ao longo da sua vida é libertado de novo na atmosfera. A oliveira faz isso como um gesto de solidariedade para que outra árvore que está a começar a crescer possa capturar esse carbono e utilizá-lo. O problema é que o ser humano já desequilibrou a balança do carbono, retirando-o do subsolo e queimando-o. Por isso, neste momento, não é bom que nenhuma árvore morra e liberte carbono de volta para a atmosfera, visto que uma árvore recém plantada não realizará uma captura significativa de CO2 antes dos seus 10-15 anos de vida.

Replantar árvores, em muitos casos, reduz a biodiversidade, porque se só se plantam árvores “úteis” para o mercado do CO2. Recuperar árvores – e a vida rural que as sustenta- é a forma mais eficaz de combater as alterações climáticas atualmente.

Fazê-lo é tão fácil como apadrinhar uma oliveira para garantir a sua sobrevivência. 🌿 Ao apadrinhar uma oliveira, pode vir a Abrantes para conhecer o trabalho que é feito no olival e ligar a sua história à natureza da nossa terra.


Deixe um comentário